DOENÇAS

Neuroestimulador

281016164611.jpg

O implante de eletrodo epidural para estimulação da medula espinhal é uma técnica cirúrgica que tem se demonstrado eficiente e segura para os pacientes que sofrem de dor crônica.

Esses estímulos elétricos têm a função de inibir as vias supressoras que interpretam a dor, bloqueando desta forma a interpretação do estimulo doloroso, substituindo a percepção da dor por uma sensação de formigamento no território acometido.

Através de uma pequena incisão o eletrodo é colocado na região da coluna e o paciente permanece com um controle manual e pode controlar os estímulos a serem enviados para medula, tendo como objetivo aliviar ao máximo os seus sintomas.

Após cerca de 1 a 2 semanas do procedimento inicial e com resultado satisfatório do nível de dor, um gerador interno e definitivo é implantado podendo ficar alojado na região do abdômen ou no tórax.

As indicações para neuroestimulador implantável para estimulação da medula espinhal incluem o tratamento de dor crônica e intratável dos membros ou do tronco, incluindo dores unilaterais e bilaterais associados as seguintes condições.

Doenças neurológicas e da Coluna:

- Failed back syndrome : pacientes que permanecem com dor após cirurgias da coluna vertebral.

- Dor secundária a cirurgias de hérnia de disco.

- Persistência da dor após doença herpética.

- Dor crônica após lesão do plexo braquial.

- Síndrome complexa regional

Causas Vasculares:

- Dor no coto de amputação.

- Dor isquêmica de membros inferiores (aterosclerose).

Causas Cardiológicas:

- Angina intratável e de etiologia estabelecida e controlada.

FALE CONOSCO

Tirar suas dúvidas sobre os exames.

PRÉ AGENDE UMA CONSULTA 17 3632 1927