DOENÇAS

Estereotaxia na Neurocirurgia

210616100255.jpg

• A estereotaxia (latin: stereo, tridimensional; taxis, arranjo) é uma técnica moderna da neurocirurgia que permite a localização e o acesso preciso de estruturas intracranianas através de apenas um pequeno orifício no crânio.

Procede-se da seguinte forma:

• acoplamos um aro estereotáxico externamente à cabeça do paciente;

• realizamos a seguir uma tomografia computadorizada ou ressonância magnética de crânio do paciente, com os referenciais no aro;

• baseado na imagem do exame, fazemos os cálculos com o auxílio do computador, determinando com precisão a localização de qualquer região do cérebro do paciente, traduzida através de coordenadas estereotáxicas;

• levamos o paciente ao centro cirúrgico e sob anestesia local, fazemos uma pequena incisão no couro cabeludo (4cm a 5 cm ); abrimos um orifício no osso do crânio (1 cm); e introduzimos o instrumental cirúrgico, geralmente uma agulha para biópsia ou punção, guiado com exatidão para alcançar a lesão, de acordo com as suas coordenadas estereotáxicas;

• ao atingir o alvo, realizamos então o procedimento, que pode ser a biópsia de lesões cerebrais, como: tumores, inflamações e processos degenerativos; ou mesmo para a drenagem de coágulos, cistos, abcessos além de realizar o tratamento cirúrgico para doença de Parlkinson.

• finalizamos então a cirurgia, retirando a agulha e fechando a pequena incisão na pele com pontos simples.

FALE CONOSCO

Tirar suas dúvidas sobre os exames.

PRÉ AGENDE UMA CONSULTA 17 3632 1927